Rev 015 26/09/2020 14h58

1.01. Conjunto de diretrizes para nortear relacionamentos profissionais no âmbito dos negócios da empresa;

1.02. Não fazer acepção pessoal em processos de tomadas de decisões procurando identificar potenciais negócios  em termos de mercado visando mútuo crescimento profissional;

1.03. Respeitar a intenção de consumo do cliente, não o induzindo quanto a escolha de produtos diante de ofertas similares oferecidas, dentro de parcerias com fornecedores. Apresentar vantagens e  desvantagens percebidas em cada produto, deixando o cliente com a melhor informação possível para tomada de decisão;

1.04. Em se tratando de sondagem comercial feita por demandante não contador, observar a não concorrência com clientes tomando os seguintes procedimentos:

1.04.01. Identificar o profissional de contabilidade que presta serviço ao demandante, caso seja fornecedor do serviço-objeto do produto em negociação;
1.04.02. Havendo a relação com o item 1.04.01, em se tratando do profissional de contabilidade ser um cliente da LLConsulte, antes do fechamento do negócio, verificar se o produto em negociação faz concorrência com o profissional de contabilidade e, caso positivo, encerrar o processo comunicando ao demandante sobre a ocorrência;
1.04.03. A negociação em relação ao item 1.04.02 poderá ser retomada se o profissional de contabilidade comunicar a regularidade do seu processo de desligamento do serviço-objeto do demandante;
1.04.04. Caso não seja um demandante-cliente da LLConsulte, confirmada a hipótese prevista no item 1.04.01, antes de prosseguir para o fechamento do negócio, entrar em contato com o profissional de contabilidade e verificar a evidência de processo de rescisão do contrato formalizado pelo demandante (aviso prévio) assim como obter informações técnicas, caso possível;
1.04.05. Caso o processo previsto no item 1.04.04, não tenha sido confirmado pelo profissional de contabilidade, suspender imediatamente a negociação até que o referido seja confirmado;

1.05. Todo atendimento a cliente deve observar limites de escassez e estimativas;

1.05.01 A escassez diz respeito aos limites de atendimento e às disponibilidades em agenda, nos turnos de expediente, de maneira que evite o desenvolvimento de bournout e possibilite qualidade satisfatória de atendimento;
1.05.02 Aplicar sequenciamento de cada demanda por ordem cronológica de registro;
1.05.03 O ordenamento diz respeito a inclusão em sequencia de atendimento observando a natureza e a prioridade para que nenhum processo  se realize por mera aleatoriedade;
1.05.04 A classificação diz respeito à natureza da demanda, definindo o nível de prioridade de acordo com a política de atendimento planejado descrita em http://llconsulte.com.br.previewc75.carrierzone.com/agendamentos/;

1.06. No atendimento por suporte remoto, prezar pela transparência nos procedimentos técnicos adotados, pela segurança de dados e pela privacidade do cliente:

1.06.01 Em caso de informações pessoais abertas em aplicativos bancários, e-mails, redes sociais e qualquer outra tecnologia que exponha dados dessa natureza, encerrar o acesso e comunicar o fato ao cliente;
1.06.02 O atendimento somente deverá ser restabelecido caso o problema descrito no item 1.06.01 seja resolvido pelo cliente;
1.06.03 Manter o cliente informado sobre procedimentos em andamento, usando uma linguagem compatível com suas aptidões técnicas;
1.06.04 Registrar todas as ocorrências e verificar todo erro relatado por cliente;

1.07. Observar o Código de Ética no Zoom em http://llconsulte.com.br.previewc75.carrierzone.com/2021/04/21/codigo-de-etica-no-zoom/;

1.08. Observar o Código de Ética no WhatsApp em http://llconsulte.com.br.previewc75.carrierzone.com/2021/04/21/codigo-de-etica-no-whatsapp/;

1.09 Em negociações comerciais, se pautar por características, soluções oferecidas e qualidades dos produtos em negociação, pela customização do suporte, e jamais por supostos problemas que a parte interessada tenha relatado em relação às condutas ética e moral do concorrente eventualmente mencionado;

1.10. Prezar pelo diálogo técnico e cordial com profissionais de suporte que atuam em concorrentes;

1.11. Não aceitar nenhum tipo de vantagem em relação a acesso a informação privilegiada no âmbito de governos públicos;

1.12. Para evitar conflito de interesse em serviço de consultoria, não disponibilizar oferta de software que envolva o mesmo objeto de análise de dados e obrigações;

1.13. Não indicar profissional de contabilidade na realização de serviço de consultoria, mesmo que seja solicitado pelo cliente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *